(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Menstruar, pra mim, sempre foi um sofrimento. Eu nem sentia muita dor, mas descia taaaanto e durante quase uma semana que eu acabava não fazendo várias coisas que tinha vontade de fazer e aquilo se tornava um martírio, principalmente antes de usar absorvente interno. E vou te contar, eles foram uma revolução na minha vida. Mas o fato de ter um tufo de algodão dentro de mim o dia inteiro não me apetecia também. E o resíduo, ah! o resíduo é péssimo porque apodrece o sangue e inviabiliza a reciclagem do algodão. Fora a plasticada toda que vem envolvendo, né? Experimentei coletor, mas continuava incomodada com aquele trem lá dentro. E sempre tinha medo de vazar... Na busca por uma vida mais sustentável, encontrei as @pantys. Achei a identidade visual interessante e uma linguagem que não tratava ‘aqueles dias’ com a dor que eu costumava lidar. Era mais fluido, leve, natural e, pasmem, o líquido da propaganda era vermelho e não azul. Falando nisso, tem coisa mais bizarra (apesar de normalizado) que comercial de absorvente usando líquido azul? A pretensa ‘limpeza’ dessa mudança mostra o quanto falta lugar para as mulheres na publicidade. Ainda. Enfim, comprei uma na loja da @ahlma.cc e, caaaaaara, no mês seguinte já voltei pra comprar outra e fui fazendo isso todo mês até adquirir seis e parar completamente de usar absorventes. As pantys são calcinhas que absorvem o fluxo e você só precisa lavar, deixar secar e usar de novo. Ela não apodrece o líquido, é anti-bactérias e, se você respeitar o fluxo e o tempo do seu corpo, coisa que você faz prestando atenção nele, seu fluxo não vai vazar. Existem modelos pra fluxos diferentes e você encontra tudo na loja delas online. Dá pra lavar na máquina (desde que você não use amaciante - que você não devia usar nunca mesmo porque é péssimo e pode ser substituído por vinagre de álcool, mas isso é papo pra outro dia) e reutilizar por cerca de dois anos. Isso não é publipost (kkkkk), me apaixonei mesmo e achei válido compartilhar. Achei o investimento, em termos de finanças e também de saúde, muuuuito válido. [continua nos comentários]

Share 84 5

15M G R E V E N A E D U C A Ç Ã O

Share 16 0

Relacionamentos abusivos. Quem nunca? Eu tive a sorte de construir uma relação maravilhosa durante 5 anos, mas antes disso passei cada perrengue, viu? E queria falar sobre um em particular. O cara era um gato e cursava filosofia comigo. Fazia sempre questão de dizer que era mais bonito que eu (pois é, bizarro), de me diminuir - provavelmente pq ele sabia q eu era mt mais inteligente que ele, masculinidade frágil, sabe -, de me maltratar, desaparecer e depois vir me contando sobre as mulheres que ele pegava. Gente, quando eu penso nisso fico chocada como eu me deixei levar. Mas o sexo era tão bom e eu tava apaixonada pelo monstrinho, aí já viu… É doido porque a gente só costuma perceber a relação abusiva depois que sai dela. Mas existem indícios, sinais em que a gente pode se basear. Esse boy, no caso, tinha uma liminar da ex namorada contra ele porque, pasmem, enviou a própria merda pra casa dela. Pode acreditar, o cara cagou, colocou numa caixa e levou na porta da garota. Eu não lembro em que circunstância ele me contou isso, mas aquela ali deveria ter sido a gota d’água me dizendo: BIA, SAI FORA! E eu não sai. Vivi mais uns meses de abusos até que me libertei (isso já tem muitos anos, ok?) e hoje eu percebo o quanto essa relação foi tóxica e me policio pra não cair mais nisso. Tô contando essa verdade aqui pra vocês saberem que ninguém nasce desconstruída nem imune a relações ruins. Estamos todas tentando. E aprendendo. E errando. Muito. Então, pensa bem nos seus atos e nos atos das pessoas que te rodeiam e avalia o que cada relação tá te trazendo e, principalmente, como as pessoas com quem você convive tratam as outras pessoas e, especialmente, as relações passadas delas. É a melhor maneira de avaliar o caráter de alguém e ver se você tá entrando numa roubada. Conheça a ex! Isso mesmo. É nós por nós, manas. tattoo que eu fiz ontem com mi amorzito @lucasfnsc #feminismo #mexeucomtodas #juntas #notyours

Share 126 14

FÉ NAS MALUCA! 📷 @dav.peixoto

Share 115 13
Advertisement
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

PAGA DE LOKA CHAMA DE PERFORMANCE 🐍

Share 32 4

Rihanna construindo um império e você gastando seu tempo com chernoboy. Que tal fazer alguma coisa pra VOCÊ MESMA hoje? #feminismo 📷 @fotodoquefazer

Share 72 4

Volta e meia me pego pensando em pessoas que se foram. Toda perda é uma morte e é tão estranho deixar de conviver com pessoas que você via sempre. Mas a vida é isso mesmo, caminhos que se separam, outros que se juntam e a gente segue errante inconstante mutante. Ainda bem, né? Nada é eterno, tudo acaba, se transforma, destrói, remonta. O que importa é a maneira com que a gente lida com tudo isso. Eu sempre me permito experimentar, conhecer novidades, viver. Afinal, até onde eu sei, a vida é só uma e como diria Vinicius, eu só acredito em outra quando receber por escrito assinado DEUS (e com firma reconhecida). O Brasil tá um caos e eu tô tentando focar na autocura pra não adoecer de tristeza e desgosto. Se cuidem, bbs.

Share 96 3

Sigo escolhendo o caminho do estudo. Por mais difícil que seja. Por mais que tentem vetar, cortar verba, acabar com a filosofia, ela sempre vai existir. Na mente das crianças curiosas, nos escritos das jovens ousadas, nas falas das adultas referenciadas. O conhecimento está por toda parte, basta a gente se interessar. Governantes incompetentes gostam do povo ignorante, que não questiona, que não critica para poderem continuar gastando mais do que devem em coisas que não precisamos e embolsando nosso dinheiro. Seja consciente e busque informações. Tua cabeça é teu guia, tua escapatória de uma realidade precária e é tua, só tua. Cuida dela com carinho e alimenta ela bastante de informação de todo tipo. Compre livros sobre assuntos que você não domina, mas gostaria de saber. Frequente bibliotecas e sebos, a cidade é cheia deles e essa busca se torna muito prazerosa. Os livros são os companheiros mais fiéis que você pode ter. Valorize e estude. Uma mente afiada é o caminho para a liberdade. 📷 @reizinhounissex

Share 61 0

Vamos falar sobre auto aceitação? Minha mãe sempre foi uma mulher muito recatada e fazia questão de passar as noias todas pra mim. Bom destacar que ela teve 7 irmãs e, sendo uma das mais velhas, se sentia responsável por elas. Nossa família é de Padre Miguel e ela sempre buscou uma vida de mais abundância e acreditou que isso viria pelo estudo. Mami trabalha desde cedo, e muito. Terminou a faculdade pública de estatística quando eu tava nascendo e é uma das profissionais mais competentes que eu conheço. Sabe, eu cresci numa casa em que ela trocava as tomadas enquanto meu pai cozinhava, então, meus parâmetros eram diferentes... Tive muita liberdade pra criar e experimentar desde que cumprisse minha única função: estudar, e muito. Apesar de sempre praticar esportes e gostar de me ver ‘arrumadinha’, como ela diz, ela nunca me encorajou a me vestir pra chamar atenção de homem, não me instigou vontade de casar ou passar pelos rituais da nossa sociedade patriarcal como festa de 15 anos e essas coisas. Passei a vida inteira focada em abastecer minha mente, recusando trabalhos de modelo e qualquer coisa que valorizasse meu corpo ou meu rostinho. Pra completar, fui fazer faculdade de filosofia. Coloquei meu primeiro biquini fio dental graças à marca das perfeitas @mariajoana.oficial no carnaval de 2018 e nunca imaginei a libertação que isso me traria. A compreensão de que é possível exaltar a mente e o corpo é algo que ainda estou desenvolvendo. Gostar de ser fotografada eu aprendi agora nessas férias com a minha mana @thasyabarbosa que consegue traduzir minhas facetas em cliques honestos. Como eu sou grata! E, finalmente, a estranheza está na moda e a fotografia comercial hoje traz muito mais que um rostinho bonito. Isso me conforta. Sobre a auto aceitação, é um processo mesmo, ainda tô entendendo e começando a me achar maravilhosona de minibiquíni, tentando ultrapassar o olhar crítico construído por todos esses anos sobre o meu próprio corpo. A verdade é que a deliciosidade está em todas nós, basta trabalhar o nosso olhar. E haja terapia, biquíni, boas amigas, repertório e, principalmente, afastamento de chernoboys. Cola com quem te valoriza e trabalha sua mente.

Share 109 17

Primeiramente, agradeço às manas que estiveram nas mesas comigo, em seguida, coloco um ponto importante. Tanto na Flist quanto na Flipoços, chamei atenção pro fato de haver pouca representatividade e participação negra nesses eventos. Precisamos convidar, receber e potencializar o lugar de fala da população negra, que é maioria no país. O feminismo é bom pra todo mundo, e o feminismo negro é ainda mais necessário numa sociedade em que elas são as mais desprivilegiadas. Me coloco sempre como questionadora do óbvio e entendo que precisamos perceber nossas falhas e faltas de acesso. Quando a mulher negra sobe, todas nós subimos juntas. Afinal, como pergunta @djamilaribeiro1, ‘Quem tem medo do feminismo negro?’ #feminismo #liberdadefeminina #piranhamesmo #cultaegostosa #flist #flipocos #mexeucomtodas #elenão #tudonossonadadeles #xxtpwr #grlpwr #xerecaryah #xxtsnotopo #literaturafeminista #militanciafeminista #feminismonegro

Share 38 4

Essa semana fui convidada a falar em duas feiras literárias pela Casa Philos, que agora é minha casa também. <3 Participei de duas rodas, na Flist abordamos política, novos tempos e o lugar da mulher na cidade na roda ‘Mulheres de Atenas’ e na Flipoços demos ‘Voz aos movimentos do desejo’ em que falei sobre militância virtual, apropriação e ressignificação de termos pejorativos como piranha e puta, tomando as rédeas da nossa liberdade e provando que dá sim pra ser inteligente, bonita, gostosa e livre. Então, vai ter mana balançando a raba e fazendo mestrado, transando com quem quiser, sendo dona do próprio nariz e da própria conta bancária enquanto lê Simone de Beauvoir e frequenta o baile. Não nos encaixamos em caixinhas nem baixamos a cabeça pra macho nenhum. ACEITEM! Agradecimento máximo a todes da @casaphilos, ao Jorge Pereira (curador, amigo e mestre da liberdade, com quem eu aprendo, troco e admiro tanto!), à Marcela Klimuk, uma anja que me deu a oportunidade de participar de tudo isso e à Thaisa Bianchi que me apresentou todos esses seres iluminados. Amo vocês. #feminismo #liberdadefeminina #piranhamesmo #cultaegostosa #flist #flipocos #mexeucomtodas #elenão #tudonossonadadeles #xxtpwr #grlpwr #xerecaryah #xxtsnotopo #literaturafeminista #militanciafeminista

Share 149 10
Advertisement
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

deixando o recado que não dá mais. ou desconstrói essa masculinidade frágil ou sai da frente que a gnt vai passar atropelando. #feminismoérevolução

Share 114 9

táentendendo?

Share 48 2

pera, deixa eu arrumar aqui. 📷 @ayanaamorim

Share 80 2

1nojinho por @thasyabarbosa com biquini vintage 4i20 (my fav time) @mariajoana.oficial

Share 151 4

bom dia, família brazileira. 🔥

Share 72 2

sdds, bahia. gente, tô tentando postar o vídeo de resenha de livro, mas tá difícil, viu? Então toma essa surra da fotógrafa mais bolada @thasyabarbosa pra marca de bikini mais babadeyra dessa brasyl @mariajoana.oficial #420 #maryjane

Share 222 20